A importância de conscientizar os trabalhadores sobre os riscos de acidentes

A importância de conscientizar os trabalhadores sobre os riscos de acidentes

Não são incomuns as várias notícias sobre a ocorrência de acidentes de trabalho em empresas. O preocupante é que eles poderiam, muitas vezes, ter sido evitadas se não houvesse, por parte do empregador, uma falta de fiscalização do uso correto de EPIs ou da conscientização de trabalhadores acerca dos riscos que correm ao praticar as suas funções nos espaços laborais.

Um patrão precisa cuidar da segurança física e mental dos seus empregados, por meio de medidas efetivas de instrução. Assim, é fundamental o treinamento e a exigência diária dos equipamentos adequados. Isso porque a conscientização sobre o que deve ser feito, a fim de se proteger dos riscos de acidente de trabalho, só acontece a partir do bom esclarecimento das medidas protetivas e do exercício rotineiro do que foi aprendido.

Entende o que pode fazer para conscientizar ainda mais os seus empregados sobre os riscos de acidentes? Saiba, com o nosso artigo, sobre o uso apropriado dos equipamentos de proteção no ambiente de trabalho!

Use uma linguagem clara e acessível a todos

A empresa e os membros da equipe que cuidam da segurança e da medicina do trabalho — técnicos, engenheiros, médicos e enfermeiros — devem aplicar termos e palavras mais claras e inequívocas quando forem explicar os riscos de acidente de trabalho em certos espaços. Também devem deixar todos os colaboradores cientes com o correto manuseio de máquinas e de equipamentos ou produtos perigosos.

Os termos técnicos devem ser evitados ou ao menos atenuados! A mesma iniciativa deve se fazer presente quando for feita a conscientização de trabalhadores, explicando as medidas que devem ser adotadas para a sua maior proteção. Assim, use uma linguagem mais simples e acessível quando for falar com seus funcionários, sanando todas as dúvidas e todas as questões sobre esses recursos.

Proporcione ações mais envolventes na SIPAT

Sabe-se que a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) se trata de um evento obrigatório dentro da empresa, por ordem da legislação trabalhista. Contudo, existem várias maneiras de se fazer uma SIPAT, visto que o seu formato não vem consolidado em lei.

Assim, o empregador e os órgãos de organização do evento (a CIPA e o SESMT) podem criar expedientes variados, como palestras, treinamentos e gincanas! Vale a pena seduzir ainda mais a atenção dos trabalhadores nessa semana especial, promovendo-se atividades e encontros mais lúdicos, que abranjam assuntos diversos. Estimule a participação de todos e a conscientização de trabalhadores sobre a importância da prevenção de acidentes e o resguardo da saúde, do bem-estar e da sua integridade física e mental.

Oriente o uso de EPIs e EPCs

Quando um EPC é instalado em uma empresa ou uma remessa de EPIs é fornecida aos trabalhadores, eles devem passar por um treinamento e ser orientados para o uso correto e a manutenção adequada desses equipamentos. Contudo, só isso não basta!

O empregador e os profissionais incumbidos da segurança nos espaços laborais devem fiscalizar regularmente se os equipamentos estão sendo bem utilizados, bem como semanal ou diariamente reforçar o uso desses instrumentos. Dessa maneira, a tendência é que os empregados se acostumem a fazer disso mais uma de suas rotinas.

Lembre-se que os empregadores têm a obrigação legal de cuidar da saúde e do bem-estar dos funcionários da empresa, oferecendo-lhes as medidas e os EPIs adequados para que fiquem protegidos dos diversos riscos de acidente de trabalho. Os acidentes não podem ser rotineiros e eles não acontecem por acaso, mas muitas vezes por descaso — tanto do patrão, quanto do empregado.

O que você faz na sua empresa para a conscientização de trabalhadores acerca dos riscos que estão correndo nas suas tarefas de rotina e nos processos laborais? Deseja protegê-los com os melhores EPIs do mercado? Você pode comprá-los aqui!

Compartilhe:

Deixe um comentário