A importância do Técnico de Segurança nas empresas

Foreman Looking At Supervisor Writing Notes

Entre os muitos profissionais que lidam com a segurança nos ambientes laborais, o Técnico de Segurança do Trabalho é um dos mais importantes para a operacionalidade da empresa, o bem-estar e a saúde dos funcionários, porque ele se relaciona imediata e constantemente com os trabalhadores dentro das empresas. Este profissional torna o trabalho mais seguro para os subordinados, evitando-se os acidentes e problemas ocupacionais, e poupa o empregador de transtornos trabalhistas, com ocasionais perdas financeiras. Que tal saber mais sobre este especialista?

Onde o Técnico de Segurança do Trabalho pode atuar?

Este profissional pode atuar em qualquer tipo de empresa, independentemente do porte e da atividade desempenhada, devendo apenas ser portador de certificado de conclusão de curso de Técnico de Segurança do Trabalho, a ser ministrado no País em estabelecimentos de ensino de 2º grau, ou de certificado de Supervisor de Segurança do Trabalho, realizado em caráter prioritário pelo Ministério do Trabalho. A quantidade de técnicos exigida para cada empresa é definida de acordo com o número de funcionários e grau de risco da empresa, segundo regras fixadas na Norma Regulamentadora nº 4 (NR-4) – Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho.

Quais são as atribuições do Técnico de Segurança do Trabalho?

A descrição sumária desta profissão de nível técnico vem consolidada no Código Brasileiro de Ocupações (CBO), o qual foi instituído em 2002 pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no item 3516-05. Mas suas atribuições abrangem ocupações tão diversas como comunicar o empregador sobre os riscos do ambiente de trabalho, propor medidas para neutralizá-los ou eliminá-los, informar os funcionários sobre riscos e eventuais atividades insalubres e periculosas do ambiente, e quais as medidas preventivas que deverão ser por eles adotadas. Este profissional deve ainda executar programas de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, acompanhar os resultados das medidas que foram implantadas através do programa, emitir Parecer Técnico sobre as condições de trabalho presentes no ambiente, buscando planejamento e organização para que as atividades possam ser realizadas com segurança, entre outras atividades.

Que desafios o Técnico de Segurança do Trabalho tem que enfrentar?

O Técnico de Segurança do Trabalho acaba, assim, fazendo um papel intermediário entre quem emprega e quem está empregado nos ambientes laborais. Por isso, enfrenta basicamente dois contratempos na sua rotina diária. Uma, com relação ao empregador, é convencê-lo da grande importância de se investir em recursos de segurança, não somente em Equipamentos de Proteção Individual (EPI) ou Coletiva (EPC), mas também em palestras, cursos e até mesmo em incentivos financeiros para quem cumprir as determinações. Outra, com relação ao empregado, trata-se de conscientizá-lo de maneira contínua sobre a importância e responsabilidade de seguir as indicações de segurança no trabalho.

A relevância do Técnico de Segurança do Trabalho, como se vê, é muito grande. Mas sua atuação vai depender bastante do apoio que recebe da diretoria da empresa, bem como do respeito e acolhimento de suas observações, não só pelo empregado, mas pelos trabalhadores que labutam diariamente nos espaços onde aplica seus conhecimentos.

E então, sua empresa já tem o número certo de Técnicos de Segurança do Trabalho ou já conta com o alto nível de um funcionário como esse? Compartilhe sua experiência com a gente!

Compartilhe:

Deixe um comentário